terça-feira, 14 de novembro de 2017

“NOITE DA RESISTÊNCIA NEGRA DE JABOATÃO”, chega a sua 13ª edição em Cajueiro Seco

Roda de diálogo, palestras, oficinas e várias atividades culturais gratuitas para
toda a população.


A 13ª edição do evento NOITE DA RESISTÊNCIA NEGRA DE JABOATÃO, acontece nos dias 16 e 17 de novembro, no bairro de Cajueiro Seco (terminal dos ônibus), Jaboatão dos Guararapes – PE, onde o evento tem seu ponto alto. Tendo como tema: “ Contra a retirada dos nossos direitos. Juntos somos mais fortes”, o evento vem tornar possível as conquistas alcançadas nas edições anteriores e, ampliá-las cada vez mais. Nesta edição, procuramos fortalecer as políticas de igualdade racial e os desafios no contexto atual, as diferentes expressões da cultura afro-brasileira, envolvendo toda sociedade, em especial, a comunidade de Cajueiro Seco, para que valorizem, respeitem e vivenciem as atividades e reafirmem sua identidade como negro/a, buscando envolver as crianças, os adolescentes e jovens das escolas municipais, estaduais e da comunidade em torno do projeto, através de oficinas, palestras, cine debate, exposição e apresentações culturais, procurando incluí-los socialmente e ao mesmo tempo procurando fortalecer a cultura afro-brasileira na comunidade.


O objetivo principal do evento é sensibilizar as pessoas, grupos e instituições, para juntos e de forma organizada e articulada resistir a tudo que faz sofrer, defender tudo que é deles e afirmar tudo que são, com muita alegria, energia e afeto.

A ABERTURA – Aconteceu no dia 16/11 das 9h00 às 12h00, no CRAS de Cajueiro Seco com a roda de diálogo, com o tema “A Política de igualdade Racial e o enfrentamento ao extermínio da Juventude Negra”, tendo como facilitador o Chefe de Divisão da Gerência de Direitos Humanos da Prefeitura do Recife, o Sr. Samuel da Luz que falará do contexto e os desafios no cenário municipal e nacional. Aberta ao público.



OFICINAS, EXIBIÇÕES, BATE PAPO e PALESTRAS - No dia 16/11 as escolas municipais
e estaduais de Jaboatão dos Guararapes, em torno do local do evento, receberão atividades direcionadas para seus alunos com o intuito de estimular o conhecimento para a cultura afro, como, buscar a participação dos alunos para o fortalecimento da cultura afro. Serão oficinas e palestras de Grafitagem, Percussão, Dança Afro, Cine debate, Mídia Social, Contos de histórias, Percussão, Confecção de Pipas e Ervas que curam e alimentam.

HOMENAGEADOS – Todos os anos, o evento procura homenagear personalidades, artistas e pessoas comuns que direta ou indireta contribuem para o fortalecimento da cultura afro-brasileira na comunidade. São os homenageados: João Batista, que é Educador Social, Formado pela UFPE, participante de vários movimentos sociais de inclusão e fortalecimento dos direitos humanos referente ao negro/a. O artista Sossegado Polho, que tem uma história de lutas e conquistas no movimento de resistência negra no município e Dênnys D’Lima, ator, diretor e jornalista, que tem diversas prestação de serviço na área cultura e de comunicação, fortalecendo e propagando através da comunicação, eventos sociais que incluem direitos humanos.

ENCERRAMENTO – O encerramento acontecerá dia 17/11, das 15h às 00h, na praça de Cajueiro Seco, Terminal dos ônibus, em palco, com exposições temáticas dos alunos da Rede Municipal de Educação e, várias apresentações culturais; entre bandas, grupos de maracatus, afoxés e cantores. A Abertura oficial fica por conta do Cortejo Religioso do centro espírita São Gerônimo “IlÊ Axé de Xangô”, indo em direção ao palco na praça, para o cerimonial oficial da 13ª edição da Noite da Resistência Negra de Jaboatão, conduzido pelo Pai Antônio de Xangô.

ATRAÇÕES - O Afoxé Alafin Oyó que tem quase 30 anos de militância e resistência negra em Pernambuco vai, será umas de nossas atrações. O Afoxé Alafin Oyó surgiu como um espaço aglutinador onde negros e negras de diferentes realidades poderiam se articular na luta pela afirmação da identidade negra e contra o preconceito e a discriminação racial.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:
15h00 - Encontro das artes, grupor percusivo, Luá Percussão, Diamante Negro, Pequeno Diamante, Coral Luá, Grupo de dança Perolas.
16h00 - Espetáculo teatral “A dor por trás das expressões”
16h30 - Microfone aberto para os MCS
17h00 - Elergia do Hap

18h30 – SAÍDA DO CORTEJO - Cortejo Religioso “Ilê Axé de Xangô” com as nações dos Maracatus: “Xangô Alafim”, “Baque Forte”, “Oxum Mirim”, “Aurora Africana”

NOS INTERVALOS - Poesia de Improviso e DJ Jamerson

18h30 - PALCO – Roda da Resistência
19h00 - ABERTURA RELIGIOSA – Chegada do cortejo
19h30 - “Alafin Oyo”
20h10 – Sanbada do Coco na resistência: “Coco Vermelho”, “Coco Bate Forte” e “Coco do Serrote”
21h00 – CIA DE DANÇA FACETA
21h20 – Geração 5
22h00 – Rep Benje e convidados: “Soussegado Polho” e“Elvis Hut”
23h00 – MassaPÊ

DADO: 
A comunidade de Cajueiro Seco, estar entre os sete bairros com o maior índice de CVLI – crimes violentos letais intencionais, ou por ter acontecido vários episódios nos últimos meses onde o Centro Espírita São Jerônimo, “Ilê Axé de Xangô”, de Cajueiro Seco foi apedrejado.

A “13ª Noite da Resistência Negra do Jaboatão dos Guararapes” vem mobilizar a comunidade local e seus diferentes atores sociais em torno da cultura afro-brasileira buscando sua valorização e fortalecimento, a partir da resistência cultural, defesa dos direitos humanos e afirmação da identidade cultural. No ano passado, a 12º edição alcançou cerca de 3 mil pessoas de forma direta (profissionais envolvidos, parceiros e patrocinadores) e indireta (escolas, ongs, pessoas da comunidade). Nesta edição, o objetivo é alcançar muito mais pessoas, fortalecendo cada vez mais as relações sócias e, o protagonismo cultural.

ORGANIZADORES – A 13ª edição da Noite da Resistência Negra de Jaboatão, é organizada pelo Centro Espírita São Jerônimo, “Ilê Axé de Xangô”, organização sem fins lucrativos, com coprodução da AD Produções Artísticas, tem o apoio da prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, Polícia Militar de Pernambuco, são parceiros na realização a TOCA - escola de música, G Soluções, Blog Jeito de Contar, Centro dos Idosos de Cajueiro Seco, SINPROJA – Sindicato dos Profissionais em Educação de Jaboatão.

PROGRAMAÇÃO:



Por, Dênnys D'Lima - Assessoria de Imprensa | AD produções Artísticas


INFORMAÇÕES: 

Fone: 3476-1082
E-mail: noitedaresistencianegra@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/noitedaresistencianegra/

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Artesanato com escamas de Peixe dentro da programação da 12º NOite da Resistência Negra de Jaboatão


Por, Dênnys D'Lima

"A arte de trabalhar em escamas de peixe tem sua origem nos Açores – Portugal Insular, que no século XVIII, iniciaram o povoamento das Ilhas do Delta do Jacuí. Trata-se de uma antiga tradição encontrada nas Ilhas dos Açores desde o século XVII, quando as freiras, exímias artesãs, nos conventos, adornavam os paramentos religiosos com delicadas flores feitas com escamas, se popularizou em seguida transformando numa habilidade em montar arranjos que ornamentavam as casas portuguesas e, a Ilha da Pintada não é diferente porque, são em sua maioria descendentes de Açorianos".

A oficina de artesanato com Escamas de Peixes, que aconteceu no Centro de Idosos, de Cajueiro Seco, dentro da programação da 12º Noite da Resistência Negra, com as facilitadoras: Geize Santos e Mariana Veiga, mestrandas em Extensão Rural e Desenvolvimento Local pela UFRPE e teve o apoio padagogico de Patrícia dos Reis, que também é mestranda em Extensão Rural e Desenvolvimento Local pela UFRPE. 

A oficina fortaleceu a importância do trabalho coletivo para o desenvolvimento das relações sociais de aprendizagem e sustentabilidade com a confecção das flores a partir das escamas de peixes, elemento pouco explorado, mas uma matéria prima que é jogada fora, que poucos reutilizam ainda. 

Da escama de peixes, se constituiu um tipo de empreendimento coletivo e solidário - A produção de joias, bordados, luminárias, porta guardanapos, dentre outros -, foi uma das práticas pedagógicas da oficina, que busca resultados não apenas da qualificação de novos artesãos, como também o ensino da técnica para que as pessoas se interessem, e por que não façam desta uma atividade econômica, aumentando a renda familiar, e uma atividade de suma importância para o equilíbrio social e ambiental, que é o mais importante nos dias atuais.

Foto: Divulgação

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

12º edição Noite da Resistência Negra de Jaboatão: Seminários, oficinas, palestras e várias atividades culturais, gratuitas.

Por, Dênnys D'Lima | Assessoria de Imprensa

Foto: Marcelo ferreira


Esse ano, o projeto NOITE DA RESISTÊNCIA NEGRA DE JABOATÃO, acontece de 11 a 18 de novembro, tendo como tema: “É tempo de se unir e resistir”. O projeto, vem tornar possível as conquistas alcançadas nas edições anteriores, e ampliá-las cada vez mais. Nesta edição, procuramos fortalecer as politicas de igualdade Racial e os desafios no contexto atual, as diferentes expressões da cultura afro-brasileira, envolvendo toda sociedade, em especial, a comunidade de Cajueiro Seco, para que valorizem, respeitem e vivenciem as atividades e reafirmem sua identidade como negro/a, buscando envolver as crianças, os adolescentes e jovens das escolas municipais, estaduais e da comunidade em torno do projeto, através de oficinas, palestras, cine debate, exposição e apresentações culturais, procurando incluí-los socialmente e ao mesmo tempo procurando fortalecer a cultura afro-brasileira.







A ABERTURA – Aconteceu no dia 11/11 das 9h00 às 12h00, na FACULDADE DOS GUARARAPES, com o seminário “A política de Igualdade Racial e os desafios no contexto atual”. A Professora universitária Jesus e o Núcleo de Educação das Relações Étnico-Raciais, irão expor o processo para a efetivação da politica e os desafios do cenário nacional, enquanto Léo Fojune, falará do papel e as estratégias da sociedade civil nesse cenário, já Lúcia do Prazeres – CMPIR – JG, falará do contexto e os desafios no cenário municipal. Inscrições de 25/10 a 08/11, no site do projeto.


OFICINAS, EXIBIÇÕES, BATE PAPO e PALESTRAS - Nos dias 16, 17 e 18/1, as escolas municipais e estaduais de Jaboatão dos Guararapes, em torno do local do projeto receberão atividades direcionadas para seus alunos com o intuito de estimular o conhecimento para a cultura afro, como, buscar a participação dos alunos para o fortalecimento da cultura afro. Serão oficinas e palestras de: Grafitagem, Percussão, Dança Afro, Cine debate, Mídia Social, Elaboração de projeto, Turbante e dred, Contos de histórias afro, Rodas de saberes. Em parceria com o Centro dos Idosos, o projeto irá oferecer a oficina de Evas e suas curas, com Pai Antônio, coordenador geral do evento, além da oficina de Artesanato de escama de peixe biju, com as facilitadoras Geize Santos e Mariana Veiga com apoio pedagógico de Patrícia Reis, Mestranda em Educação - Departamento de Educação – UFRPE.


ENCERRAMENTO – O encerramento acontecerá dia 18/11, das 15h as 00h, na praça de Cajueiro Seco, Terminal dos ônibus, em palco, com exposições temáticas dos alunos da Rede Municipal de Educação, e várias apresentações culturais; entre bandas, grupos de maracatus, afoxés e cantores. Quem for ao evento nesse dia irá conferir em torno do palco uma feira de artesanato, roda de capoeira e encontro de batuqueiros. A Abertura oficial fica por conta do Cortejo Religioso do Maracatu Xangô Alafin que sairá do centro espirita São Gerônimo, indo em direção ao palco na praça, para o cerimonial oficial da 12ª edição da Noite da Resistência Negra de Jaboatão, conduzido pelo Pai Antônio.




ORGANIZADORES – A décima segunda edição da Noite da Resistência Negra de Jaboatão, é organizada pelo CENTRO ESPIRITA SÃO GERONIMO “ILÊ AXÉ DE XANGO”, organização sem fins lucrativos, com coprodução da AD Produções Artísticas, e tem o apoio da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, Policia Militar de Pernambuco, Blog Jeito de Contar, Centro dos Idosos de Cajueiro Seco, SINPROJA – Sindicato dos Profissionais em Educação de Jaboatão, e conta com o apoio institucional da Faculdade dos Guararapes.


EQUIPE – COORDENAÇÃO GERAL: Antônio Augusto, Coordenadores: Levi Lima, Renata Lopes e João Batista. Assessoria de Imprensa: Dênnys D'Lima (AD Produções Artísticas).


PROGRAMAÇÃO:
Oficinas, palestras e seminários:
11, 16 e 17/11, nas escolas próximos da Praça do terminal de Cajueiro Seco






Programação do palco:



Tarde:
- Feira de artesanato;
- Encontro de Batuqueiros e Batuqueiras;
- Apresentação dos grupos culturais das escolas municipais;








Noite:


- Elegia do Rep
- Rep Picha e ckiw
- Roda de Capoeira;
- Cortejo do Maracatu Xangô Alafim e convidados;
- Cerimônia de Abertura com Pai Antônio;
- Homenageados;
- Apresentações dos grupos culturais e bandas:
Companhia de Dança Faceta
Coco do Serrote
Geração 5
Coragem Resta
Banda da Resistência


















CONTATO:
Assessoria de Imprensa: Dênnys D'Lima
Celular: (81) 98601-8843 | E-mail: adproducoesartisticas@gmail.com


Coordenador Geral: Antônio Augusto (Pai Antônio)
Celular: (81) 98412-1699 (WhatsApp)



segunda-feira, 31 de outubro de 2016

A décima segunda edição da NOITE DA RESISTÊNCIA NEGRA DE JABOATÃO trás seminários, oficinas, palestras e várias atividades culturais gratuitas.


Por, Dênnys D'Lima | Assessoria De Imprensa



Esse ano, o projeto NOITE DA RESISTÊNCIA NEGRA DE JABOATÃO, acontece de 11 a 18 de novembro, tendo como tema: É tempo de se unir e resistir”. O projeto, vem tornar possível as conquistas alcançadas nas edições anteriores, e ampliá-las cada vez mais. Nesta edição, procuramos fortalecer as politicas de igualdade Racial e os desafios no contexto atual, as diferentes expressões da cultura afro-brasileira, envolvendo toda sociedade, em especial, a comunidade de Cajueiro Seco, para que valorizem, respeitem e vivenciem as atividades e reafirmem sua identidade como negro/a. Buscamos envolver as crianças, os adolescentes e jovens das escolas municipais, estaduais e da comunidade em torno do projeto, através de oficinas, palestras, cine debate, exposição e apresentações culturais, procurando incluí-los socialmente e ao mesmo tempo procurando fortalecer a cultura afro-brasileira.


OFICINAS (NAS ESCOLAS):
A ABERTURA –Será dia 11/11 das 9h00 às 12h00, naFACULDADE DOS GUARARAPES, com o seminárioA política de Igualdade Racial e os desafios no contexto atual”. A Professora universitária Jesus e o Núcleo de Educação das Relações Étnico-Raciais, irão expor o processo para a efetivação da politica e os desafios do cenário nacional, enquanto Léo Fojune, falará do papel e as estratégias da sociedade civil nesse cenário, já Lúcia do Prazeres – CMPIR – JG, falará do contexto e os desafios no cenário municipal. Inscrições de 25/10 a 08/11, no site do projeto.

OFICINAS, EXIBIÇÕES, BATE PAPO e PALESTRAS -Nos dias 16 e 17/11, as atividades serão direcionadas para as escolas municipais e estaduais em torno do Projeto, visando estimular o conhecimento, para a cultura afro, como, buscar a participação dos alunos das instituições.Os alunos, terão oficinas de Fanzine, Grafitagem, Dança Afro, exibições de curtas metragens com a temática e um bate sobre Mídia Social.

ENCERRAMENTO –O encerramento, acontecerá, dia 18/11, das 15h as 00h, na praça de Cajueiro Seco, Terminal dos ônibus, em palco, com exposições temáticas dos alunos da Rede Municipal de Educação, e várias apresentações culturais; entre bandas, grupos de maracatus, afoxés e cantores. Em torno do palco, que for irá conferir uma feira de artesanato, roda de capoeira e encontro de batuqueiros. A Abertura oficial fica por conta do Cortejo Religioso do Maracatu Xangô Alafin que sairá do centro espirita São Jeronimo, indo em direção ao palco na praça, para o cerimonial oficial da Noite da Resistência Negra com com Pai Antônio.

ORGANIZADORES – A décima segunda edição da Noite da Resistência Negra de Jaboatão dos Guararapes, é organizada pelo CENTRO ESPIRITA SÃO GERONIMO “ILÊ AXÉ DE XANGO”, organização sem fins lucrativos, com coprodução da AD Produções Artísticas, e tem o apoio da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, Policia Militar de Pernambuco, JF Fotografia, Blog Jeito de Contar, SINPROJA – Sindicato dos Profissionais em Educação de Jaboatão, e conta com o apoio institucional da Faculdade dos Guararapes.
EQUIPE – COORDENAÇÃO GERAL: Antônio Augusto, Coordenadores: Levi Lima, Renata Lopes e João Batista. Assessoria de Imprensa: Dênnys D'Lima.

PROGRAMAÇÃO:
Sexta (11)
09h às 12h |SEMINÁRIO:A política de Igualdade Racial e os desafios no contexto atual”. Na FACULDADE DOS GUARARAPES, realizado pelo Núcleo de Estudos a Politicas Étnico-Raciais da Faculdade dos Guararapes, sobre a Coordenação da Professora Jesus.
Inscrições: AQUI

Quarta e Quinta (16 e 17)
14h às 16h | OFICINA DE FANZINE: Escola: Municipal Luiz Lua Gonzaga Ministrada por João Batista (Educador Social, Mobilizador Social) Na oficina, os alunos irão construir um fanzine do projeto, que será distribuído por eles, na comunidade.

Quarta (16)
14h às 16h | OFICINA DE PERCUSSÃO: Escola: Municipal Poeta Castro Alves Ministrada por Levi Lima (Uns dos coordenadores do projeto, percussionista e Educador Social).

Quinta (17)
14h às 16h | BATE PAPO SOBRE MÍDIA SOCIAL: Escola Vânia Laranjeira. O Facilitador é o Dênnys D'Lima (Ator, Diretor, Cineasta e Jornalista, Formado em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda. É produtor de Conteúdo para o Blog Jeito de Contar. O bate papo, terá como tema: A exposição social, os perigos, preconceito e discriminação.

14h às 16h | CINE DEBATE: Escola: Estadual Rubens Moreira Facilitador: Levi Lima (Uns dos coordenadores do projeto, percussionista e Educador Social).

Sexta (18)
09h às 11h | CABELO AFRO: Escola: Escola Municipal Divina Providência.
> Entre outras.

A partir das 15h00 | ATIVIDADES NO PALCO:
Apresentações culturais dos alunos das escolas em torno do evento, exposições, ornamentações do palco com cartazes produzidos pelos alunos, ação de serigrafia em camisas com a marca do projeto.

18h | CORTEJO RELIGIOSO: Saída do Cortejo do Ilê Axé de Xangô, seguindo para a praça, para na tenda fazer a celebração de abertura oficial com encontros de maracatus, afoxés e várias manifestações religiosas.
19h00 | HOMENAGEADOS
19h40 às 00h| ENCONTRO DE BANDAS, GRUPOS E CANTORES NO PALCO.

CONTATO:
Assessoria de Imprensa: Dênnys DLima
(81) 98601-8843 - adproducoesartisticas@gmail.com

Coordenação Geral: Antônio Augusto (Pai Antônio)
(81) 98412-1699 (WhatsApp)

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

12ª edição da “Noite da Resistência Negra de Jaboatão dos Guararapes”


A “Noite da Resistência Negra de Jaboatão dos Guararapes”, chega a sua 12ª edição. O evento é uma iniciativa da ONG Centro Espirita São Jerônimo, “Ilê Axé de Xangô” de Cajueiro Seco com co-produção da AD Produções Artísticas. O evento procura divulgar as diferentes expressões da cultura afro-brasileira e envolver a comunidade, em especial, a de Cajueiro Seco, para que valorizem, respeite e vivencie a atividade e reafirmem sua identidade como negro/a. Numa mobilização social, o evento envolve os adolescentes e jovens da comunidade através da ação cultural incluí-los socialmente e ao mesmo tempo procurando fortalecer a cultura afro-brasileira na comunidade.

É no bairro de Cajueiro Seco, município do Jaboatão dos Guararapes – PE, que o evento tem seu ponto alto no dia 19 de novembro, a partir das 15h00 no Terminal de ônibus de Cajueiro Seco, com apresentações de bandas, grupos, e manifestações culturais. Contudo, durante a semana que antecede o evento será realizada oficinas, exibições de filmes e palestras com os estudantes das escolas públicas dos bairros, e toda a comunidade, além de exposições relembrando a memória do grande líder Quilombola, Zumbi dos Palmares.

Visando sensibilizar as pessoas, grupos e instituições a partir de oficinas, vídeos debates, rodas de diálogo e apresentações culturais, para juntos e de forma organizada e articulada RESISTIR a tudo que nos faz sofrer, DEFENDER tudo que é nosso e AFIRMAR tudo que somos, com muita alegria, energia e afeto.

A comunidade de Cajueiro Seco, estar entre os sete bairros com o maior índice de CVLI – crimes violentos letais intencionais, o por ter acontecido vários episódios nos últimos meses onde o Centro Espírita São Jerônimo, “Ilê Axé de Xangô”, de Cajueiro Seco foi apedrejado. A 12ª Noite da Resistência Negra do Jaboatão dos Guararapes, vem mobilizar a comunidade local e seus diferentes atores sociais em torno da cultura afro-brasileira buscando sua valorização e fortalecimento, a partir da resistência cultural, defesa dos direitos humanos e afirmação de nossa identidade cultural.

Para que esse evento aconteça. Lançamos uma campanha de Financiamento Coletivo, no Kikante, e vocês já podem fazer suas doações. Só acessar o link http://www.kickante.com.br/campanhas/noite-da-resistencia-negra

Texto: Dênnys D'Lima



quinta-feira, 5 de novembro de 2015

II Roda de Diálogo da 11ª Noite da Resistência Negra

Na manha desta quinta feira 05/11, aconteceu a II Roda de Diálogo no auditório da Faculdade dos Guararapes - FG. Com o tema: “ Mais que tolerância, queremos respeito a nossa história e a nossa conquista”, foi uma grande oportunidade pra desconstruir mitos culturais existentes sobre cultura negra e religiosidade, assim como poder dialogar sobre o quanto que avançamos nas politicas publicas voltada para a raça negra. 


O evento faz parte da programação da 11ª Noite da Resistência Negra. Facilitaram a roda de diálogo Maria de Jesus Moura, Psicóloga, Professora universitária e Coordenadora do Núcleo Técnico em Educação Étnico-racial da Faculdade dos Guararapes, Lúcia dos Prazeres que é coordenadora de direitos humanos e Igualdade racial da Secretaria de Direitos Humanos - SDH da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, e o Pai Antônio de Xangô, babalorixá, representante dos terreiros de Jaboatão dos Guararapes responsável pelo Centro Espirita Ilê Axé de Xangô, centro idealizador da 11ª Noite da Resistência Negra.


A 11ª Noite da Resistência Negra, acontece dia 20/Novembro, a partir das 09h00 no terminal de Ônibus de Cajueiro Seco, e já convocamos todos para fazer parte dessa resistência.

Texto: Dênnys D'LLima
Foto: Vanda Lima















f

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

11ª “Noite da Resistência Negra do Jaboatão dos Guararapes”


Foto: Marcelo Ferreira/PMJG
A Noite da Resistência Negra tem sua origem na comunidade de D. Helder Câmara,em Piedade, numa ação efetivada pelo Grupo de Percussão Tumaraca e o Grupo de Fé e Política do Jaboatão dos Guararapes. Em 2004, numa tentativa de envolver osadolescentes e jovens da comunidade buscando através da ação cultural incluí-los socialmente e ao mesmo tempo procurando fortalecer a cultura afro-brasileira na comunidade.

No decorrer do processo o projeto foi envolvendo diferentes atores sociais e
tomando uma dimensão que extrapolou a comunidade D. Helder. Atualmente
contamos com A ONG Centro Espírita São Jerônimo, “Ilê Axé de Xangô”, de CajueiroSeco, como uns dos promotores do evento e somos apoiados pela SecretariaMunicipal de Políticas Sociais Integradas, a partir das Secretarias Executivas de Direitos Humanos, de Assistência Social e de Educação.

Hoje a “Noite da Resistência Negra do Jaboatão dos Guararapes” procura divulgar as diferentes expressões da cultura afro-brasileira e envolver a comunidade, em especial, a de Cajueiro Seco, para que valorizem, respeite e vivencie a atividade e reafirmem sua identidade como negro/a. Neste sentido além de envolver os participantes do Centro Espírita São Jerônimo, da
comunidade local, o projeto visa envolver estudantes do Ensino Fundamental, EJA e Ensino Médio das escolas públicas municipais e estaduais do bairro, além dos usuários dos serviços do Centro de Referencia e Assistência Social – CRAS.

A 11a Noite da Resistência Negra, portanto acontecerá no bairro de Cajueiro Seco, município do Jaboatão dos Guararapes – PE, tendo seu ponto alto no dia 20 de novembro, a partir das 9h na Rua Cândida Andrade Maciel- 11 rota próximo a Igreja quadrangular e ao aconchego bar e do Terminal de ônibus de Cajueiro Seco. Contudo, durante a semana que antecede o evento será realizada oficinas com os estudantes das escolas públicas do bairro e usuários do CRAS que integram o projeto.